Apresentação

Viver e conviver traduzem, em um país tomado por desafios e em uma sociedade complexa, desigual e polissêmica, demandas sobre os limites e as possibilidades da instância jurídica ofertar respostas, propor caminhos e acolher a realização de um direito fundamental: TER E SER FAMÍLIA.

 A fotografia captada pelo direitos das famílias no Brasil Contemporâneo apresenta, assim, luzes e sombras na legislação, na jurisprudência e na literatura jurídica.

 É tempo e hora de fazer um balanço de mentes e corações comprometidos com a defesa de um olhar lúdico e sensível sobre o que somos e o que sonhamos ser de modo aberto, plural e justo. Tal como o pão vital que deve nutrir todos os dias, as famílias se alimentam de funções e paradoxos que reclamam debates propositivos de interrogação e de ideias aptas a desenrolar o conhecimento e renovar experiências.

 Sejam bem-vindos ao Congresso das Famílias IBDFAM que se reúnem para celebrar a vida e propor construções de pontes em direção ao futuro, recolhendo o legado pretérito e transformando o presente em abrigo teórico e prático do afeto, da tolerância, da liberdade, da autonomia, da responsabilidade e de todas as estruturas que sonham e vivem como famílias. Sinta-se em casa!  

                                      Luiz Edson Fachin - Conselho Científico